PUBLICIDADE

Televisão

Bolsonaro liberou mais dinheiro para SBT e Record, que unidas têm menos Ibope que a Globo

15/06/2021 às 0:13

Bolsonaro, Edir Macedo (Record) e Silvio Santos (SBT) (Foto: Reprodução)
Bolsonaro, Edir Macedo (Record) e Silvio Santos (SBT) (Foto: Reprodução)

Chefe do executivo do Brasil, Jair Bolsonaro fez atitudes inesperadas com o dinheiro público para para as emissoras de TV abertas. Enquanto a Globo perdeu grande parte da grana pública, SBT e Record ganharam um volume anormal, como informa o jornal O Globo. Os dados de Ibope de janeiro a junho de 2021 mostram que 2 canais lideram lista de recebimento de verba governamental.

Nesse período no Governo Bolsonaro, dessa forma a Record ganhou 8,3 milhões de reais, a mesma quantia mandada para o SBT. Líder de audiência isolada, a Globo surgiu em terceiro lugar com 6,2 milhões, na frente apenas da Band, com 4,4 milhões, e da RedeTV, com 1,8 milhão.  Veja audiência do final de semana.

Em menos de três anos de Bolsonaro no Planalto sendo assim, a Globo perdeu Copa América, Copa Libertadores, para o SBT, e o Campeonato Carioca, hoje em dia na Record. No caso do SBT, tem um porém: Bolso botou Fábio Faria, genro do Silvio, para ser ministro.

Buscados pelo O Globo, as emissoras explicaram assim sendo. A RedeTV declarou: “O único relacionamento com o senhor Fabio Wajngarten [Governo Bolsonaro] era como chefe da Secom, nos processos”. E prosseguiu: “O jornalismo é reconhecidamente imparcial, plural e independente”.

Mais sobre Bolsonaro e canais

Jair Bolsonaro assiste Jogo e aponta para logo do SBT (Foto: Reprodução)
Jair Bolsonaro assiste Jogo e aponta para logo do SBT neste final de semana (Foto: Reprodução)

A emissora falou dessa forma também que seu share (participação) é “muito inferior do que seria o justo pela mídia técnica” e dessa forma “o faturamento da RedeTV é extremamente menor do que, por exemplo, o da Globo”.

Veja também

+ Zé Felipe se revolta com João Guilherme, desabafa e revela que irmão não fala com ele: “Fico sentido com isso”

A Band exaltou sobre Bolsonaro que certamente é “reconhecido pela qualidade e imparcialidade de seu jornalismo” e que as “relações com chefes do Secom são institucionais como as de qualquer grupo jornalístico – inclusive O Globo”.

A assessoria da Band continuou. “Entra governo e sai governo, somos acusados ora de ser de oposição, ora de ser de situação. Nada mais natural para uma emissora que pratica um jornalismo sempre — e apenas — ao lado do cidadão”. SBT e Record nada disseram.

Olá, sou um jornalista freelancer apaixonado por contar histórias e transmitir informações de forma clara e objetiva. Com vasta experiência em diversas áreas, desde esportes até tecnologia e cultura, busco sempre trazer um olhar único e envolvente aos meus trabalhos. Minha versatilidade e comprometimento com a qualidade jornalística me permitem entregar conteúdos que atendam às necessidades do site de maneira ágil e precisa.

Utilizamos cookies como explicado em nossa Política de Privacidade, ao continuar em nosso site você aceita tais condições.
Botão Fechar PushOnSite